Pular para o conteúdo

O Instituto solicitou que eu faça mais análises. O que isso significa?

Análises pessoais são parte da formação e da execução psicanalítica, portanto são imprescindíveis para que uma pessoa desenvolva o pleno entendimento da teoria psicanalítica e seja capaz de esmiuçar as próprias defesas.

Desta forma, sendo o objetivo das análises o desmantelamento do superego e, como consequência, da voracidade e seus derivados (como a inveja), as análises devem continuar enquanto as manifestações desses sintomas forem observados.

Estou sendo punido(a)?

Análises são bônus e não ônus. Acreditar que está sendo punido(a) porque o Instituto solicitou mais análises significa não compreender o que é a psicanálise. Conforme explicado acima, análises serão solicitadas sempre que a inveja, a voracidade e a inflexibilidade do superego se evidenciarem na relação do(a) aluno(a) com o Instituto.

Não sou invejoso(a) e nem voraz. Ainda não entendi por qual razão o Instituto solicitou mais análises.

Em essência, todos nós somos invejosos e vorazes. Nossa primeira relação com o mundo é uma relação desejo, voracidade e inveja. A aceitação da existência da inveja e da voracidade em nós é o primeiro passo para que sejamos capazes de iniciar a jornada psicanalítica. Enquanto negarmos este aspecto, não seremos capazes de compreender e nem de praticar a psicanálise.

Quais são os sinais de inveja e de voracidade?

A inveja e os níveis de voracidade de uma pessoa se expressam por suas ações. Para entendermos o funcionamento disso, basta utilizarmos como referência a relação do bebê com o objeto primário (seio/mamadeira). Após conhecer a gratificação, o bebê passa a desejar aquilo que o objeto primário possui. Sempre que deseja possuir a gratificação e não a tem, o bebê inicia uma série de investidas contra o objeto primário: morde, belisca, urina, defeca etc.

O adulto age da mesma maneira, porém revestido de nuances culturais. Justamente por ter uma gama infinita de ações pelas inúmeras variáveis da relações humanas, não existe uma única lista de ações que representem a voracidade nos adultos. Há, no entanto, alguns exemplos simples de como a voracidade se expressa nos adultos (as expressões de voracidade não se limitam à lista abaixo):

Exigências:

  • “Exijo ter meu e-mail respondido no mesmo dia”;
  • “Exijo que minha mensagem de WhatsApp seja respondida por um “humano””;
  • “Exijo que atendam a minha ligação”;
  • “Exijo suporte imediatamente, ‘não posso’ esperar os prazos da instituição”;
  • “Exijo receber meu certificado”;
  • “Exijo que liberem o módulo seguinte porque “estou pagando””;
  • “Exijo “meus direitos” de consumidor”;
  • “Não vou pagar a parcela do curso até que corrijam meu exame”;
  • “Se não me derem meu certificado vou “buscar meus direitos””;
  • Em suma, toda e qualquer exigência demonstra voracidade.

Opiniões, críticas e comentários:

  • “Na minha opinião, vocês demoram muito para responder”;
  • “Na minha opinião, acho o conteúdo muito fraco”;
  • “Na minha opinião, vocês deveriam trocar de tutor(a)”;
  • “Acho o site de vocês muito ruim”;
  • “Acho o sistema de vocês muito ruim”;
  • “Acho que o atendimento deveria ser melhor”;
  • “Acho que a correção está demorando muito”;
  • “Acho que vocês são golpistas”;
  • “Acho inadmissível ter que reenviar o exame/relatório”;
  • “Não concordo com a reprovação”;
  • “Vocês deveriam rever o método”;
  • “Vocês deveriam rever a forma como tratam seus ‘clientes'”;
  • “Nem as faculdades são tão exigentes assim e vocês são apenas um curso livre”;
  • Em suma, toda opinião não solicitada é um ataque voraz, fruto da inveja.

Exigências através de tentativas de intimidação por títulos, cargos e processos:

  • “Boa tarde, espero o resultado do meu exame ainda esta semana. Assinado ‘doutor’ advogado fulano de tal”;
  • “Vocês não sabem com quem estão falando, sou grão-mestre dos templários”;
  • “Sou jornalista, vou ‘denunciar’ vocês em todas as mídias e redes sociais porque pediram mais análises”;
  • “Sou mestre em educação, já estudei em várias outras instituições e somente na Somata minhas respostas estão incorretas. Vou processar vocês”;
  • “Notificação extrajudicial: solicito através desta notificação que o exame do módulo X seja corrigido imediatamente…”;
  • “O site não funciona, vou processar vocês!”;
  • Minhas notas são ‘excelentes’, exijo saber por qual razão me pediram análises ou vou processar vocês”.

Criar simulacros e personagens:

  • “Eu não plagiei! Vocês estão me chamando de mentiroso(a)! Vou processar vocês!”;
  • “Eu já disse que enviei o exame corretamente, o problema é na plataforma de vocês. Se virem e corrijam-no ou vou processar vocês”;
  • “Vocês estão me chamando de louco(a)? Vou processar vocês”;
  • “Estou extremamente ofendido(a) com o e-mail desrespeitoso que vocês me enviaram. Não sou eu quem precisa de mais análises e sim vocês. Vou processar vocês”.

Mas foi apenas uma “opinião”! Isso significa que não posso dar minha opinião?

Se a sua opinião não foi solicitada, isso significa que você está utilizando artimanhas sociais para expressar a sua voracidade. Sempre que opinamos sobre algo que não nos foi solicitado, estamos na verdade utilizando estratégias de desestruturação das percepções do ego. Tanto a crítica, quanto o elogio, funcionam como ferramentas para desestabilizar o interlocutor e assim obter vantagens. A opinião deliberada, portanto, é uma manifestação da inveja.

Desta forma, sempre que você dá sua “opinião” sem que esta tenha sido solicitada, significa que você está demonstrando altos níveis de sua voracidade e, consequente, inveja.

Tenho ótimas notas. Por qual razão tenho que fazer análises?

É fundamental que um estudante de psicanálise saiba como funciona o processo de formação em psicanálise. Conhecer a teoria não basta, sendo este apenas um dos critérios da formação. Para que a formação psicanalítica seja completa, é necessário cumprir com o tripé psicanalítico. Isto é, além de entender a teoria (que é a parte mais fácil do processo), é necessário desmantelar toda a voracidade em clínica psicanalítica e em seguida atender um cliente/paciente com as técnicas aprendidas até então.

Conclusão

Por solicitarmos análises conforme a voracidade se apresenta, garantimos que a formação seja certeira e rápida. As sociedades tradicionais costumam pedir no mínimo 5 anos de análises, 5 vezes por semana.

As expressões da voracidade não se limitam às perguntas acima, nem mesmo às listas acima. A avaliação que fazemos de nossos(as) alunos(as) é multidimensional. Isso significa que cada aspecto da relação do aluno(a) com o mundo e com o Instituto são avaliados.

No geral, o anseio em não seguir o regimento interno ou as normas da instituição demonstra altos níveis de voracidade, pois é uma tentativa de sobrepor os próprios desejos em detrimento dos direitos alheios. Todos os cursos do Instituto Somata são desenvolvidos para que a voracidade do(a) aluno(a) se manifeste ainda em curso para que seja tratada antes de iniciar o atendimento ao público. Essa estruturação estratégica garante altos níveis de aprendizado, além de garantir a segurança mental da população como um todo

23 comentários em “O Instituto solicitou que eu faça mais análises. O que isso significa?”

    1. Josenilton Santana de Oliveira

      Acredito que vocês tenham total clareza no que estão afirmando e concordo. Entrei neste curso exatamente para melhorar esta parte na minha vida e tenho certeza que o Instituto SOMATA analisa com precisão e coerência. Agradeço a análise da minha postura e vejo que tenho que melhorar. Obrigado por me ajudar e me conhecer melhor.

  1. O Instituto Somata tem uma exelente formação Psicanalítica, contemplado o tripé, teoria, análise pessoal e atendimento supervisionado. Tenho aprendido muito sobre mim mesmo, também um pouco sobre os outros. Superidico a formação a todos que desejam ter uma formação de qualidade.

  2. Esse curso tem sido um divisor de aguas entre a minha condição de antes e de depois dessas primeiras avalições. Não tem como não se apaixonar pela relação da mente humana e a construção do indivíduo. Eu me descobri mais pensante do que pensara ser.

  3. Sabemos que para termos um grande entendimento devermos admitir os conteúdos que nos foram aplicados, e os conteúdos os quais nos foram aplicados foram de altíssima relevância, sendo sim só temos a agradecer pelos ensinamentos apresentados. Me fez abrir mais a mente e passar a entender mais o próximo, podendo saber o difícil em duas ou mais análises, podendo fazer um trabalho bem alinhado e terapêutico. sabemos que nossas energias são chamadas de Eros conhecida como, pulsão de vida ou libido. Que tem o significado muito mais amplo sendo assim todo fluxo da nossa vida mental.

  4. A parte teórica até agora tem sido satisfatória e tenho gostado bastante embora ainda esteja insegura nas respostas. Mas estou aberta para aprender a entender a mente humana.

  5. Estou gostando do curso, tanto do conteúdo quanto do formato até agora. Como devo proceder para fazer mais análises? Poderia ver o meu exame com as correções dos avaliadores, gostaria de saber em que eu posso melhorar. Grata!

  6. Como devo proceder para fazer mais análises? Poderia ver o meu exame com as correções dos avaliadores, gostaria de saber em que eu posso melhorar. Grata!

  7. Penso que para o profissional de psicanálise é fundamental que esteja em constante análise
    Pois a psicanálise é um estudo constante e assim como
    Ouvimos precisamos ser ouvidos somos seres humanos e nossa complexidade nos pede análise constante.
    Eu amo psicanálise e todos deveriam fazer.

  8. Ronivaldo Henrique de Oliveira

    Concordo plenamente com o tripé do instituto, pois é de muito valia pra gente, e quanto mais análise mais desenvolvimento dos alunos.

  9. Saber reconhecer os próprios sentimentos, sendo positivos ou negativos, trabalha-los e aprender a lhe dar com eles, principalmente na formação, é extremamente essencial para a evolução e consequentemente aprender a melhor forma de ajudar os futuros pacientes.

  10. Jaine da Silva de Andrade

    O curso está somando de mas na minha vida , conhecer a psicanálise é muito importante é um curso de uma realização pessoal e profissional e a Somata é excelente escolha para o curso

  11. Não tenho certeza de muitas coisas, creio que as analise poderão me dá uma direção, desde muito jovem venho lendo as obras de Freud, e agora me despertou um grande interesse de ser um psicanalista para ajudar outras pessoas, as informações adqueridas até aqui pra mim foi e está sendo muito importante, quero mesmo ser um psicoterapeuta e estou amando o conteúdo do curso.

  12. Acho de suma importância fazer as análises pois quero cada vez mais me descobrir enquanto ser humano e poder me curar de várias situações intrínsecas e poder assim ajudar outras pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
× Fale conosco